quarta-feira, 29 de julho de 2015

Por terras lusitanas - IX


NOVAS FOTOS DE LISBOA
(continuação)

      Concluindo a postagem que intitulei de “Novas fotos de Lisboa”, vêm agora mais onze fotos, um pouco mais iluminadas do que as precedentes, pois nesses dias o irmão Sol, ainda que um pouco tímido, deu os ares de sua graça e coloriu um pouco mais os cenários lisboetas. 

      Lisboa, a meu ver, é gloriosa quando a luz solar se irradia pelas suas colinas e envolve as ruas, praças, monumentos e tudo mais que faz parte desta Cidade encantadora.  

      Hoje, além das duas últimas fotos que mostram o “Eléctrico 28 / Prazeres” e uma das ladeiras que fazem parte de seu itinerário, vemos também o Jardim da Estrela (duas fotos), belíssimo Parque situado no bairro de mesmo nome, a Assembléia da República (Palácio de São Bento) em quatro fotos, sendo uma (parcial) do bairro onde se situa e duas feitas na parte interna do saguão principal, e a Praça Luís de Camões (três fotos), com a Câmara Municipal e o belo monumento ao grande Poeta. 







 

     Por hoje é isto. Espero que estejam gostando.

Evandro 

terça-feira, 28 de julho de 2015

Momentos


NATUREZA E UM POUCO DE GENTE

    Meu acervo sempre guarda fotos que, num primeiro momento, não me motivo a publicar. As causas são variadas: tema repetitivo, falta de originalidade, falhas na exposição, erros de enquadramento... Assim, costumo deixá-las em quarentena até que, num dia qualquer, decido revê-las, já decidido a arquivá-las em definitivo. Algumas têm sorte, pois num segundo olhar resolvo dar-lhes a oportunidade sempre negada a muitas delas.

    Foi o que aconteceu com estas nove fotos. Depois de examinar cada uma julguei que bem mereciam um tratamento mais condescendente. Assim, ei-las aqui, depois de terem permanecido no limbo por algum tempo. 








    Pouca coisa tenho a dizer sobre elas. São de locais já fotografados dezenas de vezes, mas que por isto mesmo mostram alguma diferença ou particularidade que anteriormente não foram percebidas. 

Evandro 

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Por terras lusitanas - VIII


NOVAS FOTOS DE LISBOA

    Para esta postagem selecionei onze fotografias, grande parte delas feitas em dias nublados, quando o sol negou-se, incondicionalmente, a aparecer. Apesar disto gostei dos registros que hoje compartilho com vocês.  

    Vemos o Cassino de Lisboa e imediações (três primeiras fotos), a passagem do Arco Grande de Cima (Campo de Santa Clara), o Aqueduto das Águas Livres, o Elevador de Santa Justa, a fachada do Museu Militar, a Estação de Santa Apolônia, detalhe do Monumento aos Navegantes (também denominado “Padrão dos Descobrimentos”) e a Torre de Belém (duas últimas fotos), que já apareceu em postagens anteriores. 







 

    Aos poucos e vagarosamente as fotos vão saindo do arquivo. Se quiserem comentar, fiquem à vontade.

Evandro 

segunda-feira, 29 de junho de 2015

A arte do artesanato


FEIRA DOS PAÍSES

       Em Porto Alegre são frequentes as feiras de arte e artesanato, como a já tradicional “Feira dos Países”, que neste ano se realizou no Shopping Bourbon Wallig no bairro Cristo Redentor, de 19 a 28 de junho.  Milhares de objetos decorativos, bijuterias, quadros, esculturas, abajures e pedrarias provenientes de diversos Estados do Brasil, do Egito, Peru, Senegal, Equador, Rússia, Índia, Tunísia, Indonésia, Marrocos, França e Quênia estiveram expostos. 











 

       Dentre as fotos que fiz no dia 28, data em que a Feira estava sendo encerrada, selecionei estas para mostrar a vocês que não tiveram a oportunidade de apreciar a beleza, a originalidade e alta qualidade dos trabalhos expostos.

       Fico no aguardo das próximas feiras que sempre trazem novidades em seu acervo, e que nos proporcionam bonitas fotografias.

Evandro 

sexta-feira, 29 de maio de 2015

... e o inverno ainda não chegou!

PORTO ALEGRE EM PENUMBRA

       Minha Cidade é linda, com qualquer tempo. Com qualquer luz. Claro que sempre prefiro o Sol, as ruas e praças floridas, um belo e luminoso amanhecer ou um crepúsculo colorido sobre o “meu rio”. Mas sempre ando por ela e jamais deixo passar a oportunidade de fotografá-la, não importando o modo como ela se mostre no momento. 





       Recentemente registrei estas imagens. Dias frios, úmidos, neblina por todo lado. Guardei as fotos. Não pretendia publicá-las, pois não saíram como eu imaginava. Hoje reconsiderei e, apesar de alguma relutância, decidi mostrá-las.

       Não importa que não sejam obras-primas. Para mim, são “retratos do meu jardim”, da minha Porto Alegre que nunca deixa de ser linda, ainda que apenas para os meus olhos.

Evandro