sábado, 21 de julho de 2012

Bucolismo e poesia

IPANEMA E VIZINHANÇAS

Depois de algum tempo sem publicar fotos de Porto Alegre, volto a fazê-lo, pois são inúmeras as que tenho e vou protelando, em detrimento das outras tantas que faço por todos os lugares em que ando.

Estas nove eu fiz na Zona Sul de minha Cidade, no calçadão de Ipanema e um pouco antes, nas imediações da Pedra Redonda. Seis delas – três à beira do Rio e três da casa com o portão de ferro – são cenas bastante bucólicas. Gosto delas.

As três últimas, em Ipanema, dão destaque a uma obra interessante, colorida, alegre e agradável ao olhar. Trata-se de um monumento, criado pela nossa grande artista plástica Zoravia Bettiol, com legendas de outro grande nome de nossa literatura, o poeta e escritor Carlos Urbim.






 

O texto de Urbim, inserido na escultura, é este: “Água, terra e ar: todos precisam amar! Para o futuro nos garantir vida melhor.” Não sei o nome da obra, pois não consta nela nenhuma placa ou indicação, entretanto é fácil identificar sua proposta ecológica, preocupação com o meio ambiente. A forma da escultura dá a idéia (para mim) de uma ave alçando vôo, ou uma borboleta, ou algo assim. É a minha interpretação. Qual a de vocês?

Evandro

2 comentários:

Anônimo disse...

bela imagem ! hope not too bad season for that ! so for me i use www.sunpreview.com for seasons and 365 days forecast... and i improvise

Jane Cassol disse...

Zoravia Bettiol é artista plástica, designer e arte educadora, moradora do Teresópolis. Fará intervenção urbana entre o calçadão e a praia de Ipanema, próximo ao número 958 da Avenida Guaíba.

Confira a explicação do artista:

Minha proposta de intervenção urbana é composta por três etapas. A primeira é a criação da escultura Liberdade, uma forma alada em ferro recortado e pintado, na qual está integrado uma frase do escritor Carlos Urbim relacionada à ecologia: 'água, terra e ar: todos precisam amar! Para o futuro nos garantir vida melhor'.